“Estamos fazendo história ao assinar a construção da ponte Neópolis-Penedo”, afirma Fábio Mitidieri

O investimento de R$ 203 milhões facilitará a mobilidade de moradores, turistas e mercadorias

Quem transita entre os estados de Sergipe e Alagoas terá, em breve, uma nova via de travessia. Foi assinada no último sábado, 13, a ordem de serviço para construção da ponte que liga Neópolis (SE) a Penedo (AL). A assinatura foi registrada pelo ministro dos Transportes, Renan Filho, com a presença dos governadores de Sergipe, Fábio Mitidieri, e de Alagoas, Paulo Dantas. Em Sergipe, o novo canal de conexão beneficiará não só os moradores do baixo São Francisco, mas também facilitará a circulação de turistas e mercadorias.

A construção da ponte, além de uma reivindicação histórica da população local, é fruto de uma articulação do governador Fábio Mitidieri. Em diversas reuniões ocorridas em Brasília e visitas do ministro a Sergipe, o governador ressaltou a necessidade da obra estruturante para o estado e a região. A estimativa é de que mais de 80 mil pessoas sejam beneficiadas com a obra.

“Estamos fazendo história ao assinar a construção da ponte Neópolis-Penedo. Iniciamos o processo de uma ponte muito aguardada e sonhada pela população sergipana, e pela alagoana também. É uma ponte que liga oportunidades concretas e desenvolvimento. Através dela, é possível impulsionar emprego e renda, sobretudo nessa região do baixo São Francisco. Agradeço o empenho do ministro Renan, ao ministro Márcio Macêdo e ao presidente Lula, que não mediu esforços pra proporcionar esse tão aguardado sonho. Estamos fazendo um investimento grande em rodovias e essa ponte é mais um objetivo encaminhado. A partir do momento que firmamos uma ordem de serviço, a geração de empregos de forma direta e indireta é iniciada. O povo nos escolheu para trabalharmos e tenho pressa de fazer Sergipe avançar”, afirmou Fábio Mitidieri.

A ponte terá mais de 1.080 metros de extensão e 21 metros de largura, com a previsão de duas faixas de rolamento com 3,75 metros cada. O projeto também inclui faixas de segurança laterais de 2,5 metros e passeios de 2,3 metros para cada lado. A via será formada por um vão central estaiado com 600 metros de extensão, com espaço livre de 300 metros, composto por dois mastros que suportarão dois planos de estais.

O investimento na obra é de R$ 203 milhões, e o projeto foi elaborado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). A pretensão é de que a estrutura estimule a economia local, diversifique os serviços ligados ao turismo – como artesanato, comércio local, gastronomia e hotelaria – e facilite o escoamento de produtos e o fluxo de visitantes na região. Do ponto de vista ambiental, a implantação da ponte está em sintonia com os programas que visam à melhoria da qualidade ambiental do rio São Francisco.

De acordo com o ministro dos Transportes Renan Filho, a ponte Neópolis-Penedo faz parte de um conjunto de intervenções que buscam o melhor funcionamento da malha viária no estado. “A ponte Penedo-Neópolis certamente será um divisor de água para essas regiões. Vamos ver o turismo crescer muito, além de facilitar o escoamento da produção, a geração de emprego de maneira geral, e o crescimento da agricultura, como a produção de frutas em Sergipe. Em Alagoas, há hotéis e mais locais que facilitam a distribuição e a ligação de água”, pontuou.

O ministro Renan também destacou que essa é uma obra de grande porte, que vai durar aproximadamente dois anos, cujo regime de contratação é por RDCi (Regime Diferenciado de Contratações). “A empresa vai detalhar o projeto executivo e iniciar a construção da ponte por etapas: começar a primeira fundação, depois a supraestrutura, e depois os dois acessos e as cabeceiras. No momento, essa é uma das maiores pontes que estarão em construção no Brasil, e estamos todos muito felizes. Parabenizo o governador Fábio Mitidieri e o governador Paulo Dantas. Também agradeço o apoio do ministro Márcio Macêdo e ressalto que, pra mim, é uma satisfação trabalhar no governo do presidente Lula, que compreende a importância dos investimentos para ativar a economia e para fazer o Brasil crescer. Isso tudo está materializado aqui”, manifestou.

Para o ministro de Estado Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macêdo, é uma satisfação testemunhar o início da realização de um sonho, que faz parte das obras do PAC III (Programa de Aceleração de Crescimento). “É muito importante ver o início da realização de um sonho dos povos alagoano e sergipano, unidos pelo rio São Francisco. O presidente Lula pediu que eu e o ministro Renan disséssemos que os compromissos que ele assumiu serão cumpridos, dentre as prioridades que o governador Fábio Mitidieri solicitou”, assegurou.

O governador de Alagoas, Paulo Dantas, ressaltou que a ponte é relevante para firmar a colaboração entre os dois estados. “Alagoas e Sergipe são estados irmãos. É uma honra estar governador ao lado de Fábio Mitidieri, um dos melhores gestores do país. Essa obra já vai gerar emprego e renda durante a execução. Vamos trabalhar cada vez mais juntos por um Sergipe e uma Alagoas mais prósperas”, disse.

Estela Feitosa é moradora de Santana do São Francisco, mas trabalha em Penedo, como operadora de caixa. Ela relatou que a ponte é esperada pela população há muito tempo. “Como faço a travessia todos os dias, tenho horário pra cumprir, e isso limita muito. Com a ponte, vai facilitar muito a acessibilidade, principalmente para trabalhadores como eu. É um sonho realizado e um prazer imenso fazer parte desse momento, com um projeto tão esperado. Agora, vou acompanhar o processo de construção dessa ponte”, declarou.

O prefeito de Neópolis, Célio de Zequinha, enfatizou a união de instituições que fará do projeto da ponte entre Sergipe e Alagoas uma realização concreta. “Hoje é um dia mais do que especial pra gente que reside aqui, no baixo São Francisco. Tudo está acontecendo graças à parceria do Governo Federal, do Governo de Sergipe e do Governo de Alagoas. Todos estão envolvidos nesse ato tão maravilhoso que aconteceu hoje. Em breve, nosso sonho se tornará realidade”, avaliou.

O prefeito de Penedo, Ronaldo Lopes, ressaltou a articulação entre as lideranças políticas de Sergipe, Alagoas e Brasília. “A importância do dia de hoje é muito grande. Estamos super felizes, tanto os penedenses quanto o povo de Neópolis. Há muito tempo que essas duas cidades lutam pra ter essa ponte, porque entendemos que ela traz desenvolvimento pra nossas cidades e para as regiões de Alagoas e Sergipe, no baixo São Francisco”, colocou.

Obras

Antes de seguirem para a solenidade de assinatura, o governador de Sergipe e o ministro Renan visitaram a obra de duplicação da BR-101, no trecho de Maruim. Na ocasião, foi informado que o trecho de Cristinápolis até a Bahia será licitado este ano.

Em agosto de 2023, na ocasião da visita do ministro Renan Filho a Aracaju, foi confirmado o projeto de duplicação da BR-235, que liga Aracaju a Itabaiana. Com extensão de 50 km, a obra deve ser iniciada neste ano. Outra obra que está em execução é a duplicação da BR-101, no trecho entre Laranjeiras, no povoado Pedra Branca, e Maruim.

Tanto a duplicação da BR 101 (trechos Sul e Norte) quanto a duplicação da BR-235 estão inclusas nos recursos destinados a Sergipe via PAC. Sergipe é o estado do Nordeste que mais recebe recursos do programa, que foi lançado em agosto de 2023. O montante de R$ 136,6 bilhões é o quarto maior volume de recursos em comparação às outras unidades da federação.

Ainda em se tratando de obras estruturantes para Sergipe, o Governo do Estado vem conduzindo diversas intervenções. Uma das mais recentes, já entregue, é a ponte sobre o rio Jabiberi, que liga os municípios de Itabaianinha e Tobias Barreto. A ponte sobre o rio Siriri, em Siriri, e a ponte sobre o rio Piauitinga, em Itaporanga d’Ajuda, são dois serviços em andamento.

Em Aracaju, duas outras pontes serão construídas: a ponte Inácio Barbosa – Coroa do Meio e a ponte Aracaju – Barra dos Coqueiros. A primeira delas, que se estende sobre o rio Poxim, tem investimento estimado superior a R$ 363 milhões e deve sair da avenida Tancredo Neves até a rua Antônio Maia. Já a segunda, cujo orçamento de estudo é avaliado em mais de R$ 13 milhões, se trata de um projeto de construção de uma segunda ponte sobre o rio Sergipe.

Última atualização: 15 de janeiro de 2024 12:38.

Pular para o conteúdo