Vandalismo danifica radares de fiscalização eletrônica na Rodovia SE-240

DER/SE foi acionado, recolheu os equipamentos e logo serão substituídos

Um exemplo eficaz de melhoria na segurança do trânsito é a instalação de câmeras de monitoramento e radares nas estradas. Mas, infelizmente, têm motoristas que ainda não compreendem a importância do equipamento. No último domingo, 8, o Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER/SE) foi acionado pela população para recolher os radares de fiscalização eletrônica que haviam sido danificados na rodovia Delmiro Gouveia, SE-240, que liga o Porto à BR-101, nas proximidades do município de Santo Amaro das Brotas, na região da grande Aracaju.

Durante esta semana, o DER/SE recolheu os equipamentos que sofreram ação de vandalismo e informou que providências já foram tomadas e, em breve, os radares serão recolocados. “Esse ato de vandalismo praticado, provavelmente por motoristas que insistem em não querer respeitar os limites de velocidade, é lamentável. Ao ser informado do ocorrido, prontamente enviamos uma equipe até o local e retiramos o equipamento para que não houvesse perda do mesmo”, explicou o gerente de trânsito do DER/SE, Geraldo Motta.

O ato de destruição dos radares de fiscalização eletrônica pode causar acidentes, pois os equipamentos têm o objetivo de coibir o abuso da velocidade máxima permitida para os trechos considerados perigosos. Além disso, contribuem para a segurança de condutores de veículos e pedestres, bem como obter um bom fluxo do trânsito.

A ação dos vândalos coloca em risco a vida dos motoristas que trafegam na rodovia. Geraldo Motta alertou que o vandalismo contra o patrimônio público é crime, conforme o artigo 163 do Código Penal. O DER/SE avisa aos motoristas que trafegam pelas rodovias estaduais para denunciarem qualquer ato de furto ou vandalismo aos radares de fiscalização eletrônica das estradas. As denúncias podem ser feitas ao Batalhão da Polícia Militar Rodoviário (BPRv) através do número 198 e para o DER/SE 79 3253-1149 ou 0800 284 9016.

Última atualização: 20 de janeiro de 2023 12:06.

Pular para o conteúdo