Secretário de Desenvolvimento Urbano detalha projetos e prioridades da pasta aos deputados

postado em: Noticias | 0

Ubirajara Barreto respondeu a questões ligadas à obras, rodovias e meio ambiente em sessão virtualna Alese

A convite do presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), o deputado estadual Luciano Bispo de Lima (PMDB), o Secretário Estadual do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), Ubirajara Barreto, compareceu à sessão plenária virtual, na manhã desta quarta-feira, 2, para esclarecer aos deputados, servidores públicos e a sociedade em geral, acerca das ações tomadas nos últimos dezoito meses à frente da Sedurbs. Ele respondeu aos questionamentos dos deputados em uma sessão virtual da Assembléia Legislativa do Estado, sobre questões relativas à pasta, como algumas obras em andamento e meio ambiente.

Ubirajara Barreto falou aos deputados sobre o empréstimo de 200 milhões, feito pelo Governo do Estado junto à Caixa Econômica Federal, destinado a reciclagem de vários trechos de rodovias estaduais. Segundo Ubirajara, estavam nesse primeiro momento Tobias Barreto/Riachão, Riachão/Lagarto, João bebe água, Moita bonita/Serra do Machado, Serra do Machado/ Ribeirópolis,Dores Ribeirópolis, Umbaúba/ Itabaianinha, Aquidabã/Gracho Cardoso, Triunfo, Poço- Verde, o encontramento da SE- 100, com  BR-101, Monte Alegre, Porto da Folha, Rita Cacete a BR-101. “Isso dá em torno de 291 km de rodovias, totalizando cerca de 200 milhões de reais. As licitações estão quase todas finalizadas. Todos os trâmites do empréstimo junto a Caixa econômica Federal já foram realizados, faltando apenas aprovação do Conselho da Caixa. Ainda espero que a aprovação do empréstimo aconteça nesse mês de julho, para que a partir de agosto, quando a chuva der uma trégua, possamos dar início a restauração dessas rodovias”, concluiu.

O secretario falou ainda sobre questões ligadas ao Meio Ambiente e citou os avanços desde que a Superintendência Especial de Recursos Hídricos e Meio Ambiente (Serhma), foi incorporada à Sedurbs. “Colocamos para funcionar a Câmara de Compensação Ambiental, que já temos três demandas aprovadas pelo Conselho da Câmara, entre elas estão a da Celse e da Estre. A compensação da Estre está destinada para a criação da Unidade de Conservação do Marituba, a revitalização do Parque da Cidade e ainda para a implantação dos Planos de Manejo, uma vez que criadas há alguns anos, as unidades de conservação ambiental não os possuía e, por conta disso o Estado hoje responde a várias demandas judiciais.  Com a criação desses planos, essas demandas judiciais não mais ocorrerão”, frisou.

O secretário destacou ainda outras ações relacionadas ao tema. “Criamos o Conselho de Gerenciamento Costeiro, que passará a se reunir tão logo finde a pandemia. Já no que diz respeito à Mata Atlântica, por meio da compensação ambiental da Estre, fizemos o plantio árvores em uma área de proteção ambiental que havia sido desmatada. São alguns passos dados  e acreditamos que o futuro será bem promissor”, avaliou.


Última atualização: 6 de julho de 2020 09:53