Rodovia entre Frei Paulo e Povoado Serra Redonda melhora qualidade de vida dos moradores

postado em: Noticias | 0

Estrada margeada por serra e vales tem 4,47 de extensão e encurta a distância entre os povoados e cidades circunvizinhas

 

 

“Foi o maior presente que o governo do Estado nos deu. É uma obra muito bonita e todo mundo que mora e passa por aqui está satisfeito. Agora, a gente já pode ir para cidade e chegar lá com a roupa limpa, porque, antigamente, ou chegava enlameado ou cheio de poeira”. A declaração entusiasmada do borracheiro José Vandson Santos, 28 anos, mais conhecido como Douglas, refere-se à nova rodovia que modificou completamente o cenário e a mobilidade entre o povoado Serra Redonda e a sede municipal de Frei Paulo, a 74 km de Aracaju.

Executada pelo governo de Sergipe, por meio do Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER), a intervenção recebeu investimentos de R$ 5.903.424,82, provenientes do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados (Proinveste) e, antes mesmo de estar concluída, já possui a aprovação dos moradores da cidade, do povoado Serra Redonda e regiões adjacentes.

A obra compreende a implantação de 4,47 km de pavimentação asfáltica que atende ao padrão estabelecido às novas estradas estaduais, possui nove metros de largura, sendo seis de pista de rolamento e três de acostamento, sistema de drenagem pluvial e sinalização horizontal e vertical, e, a pedidos dos moradores, quebra-molas na parte urbana, a fim de garantir a segurança.

Os serviços

De acordo com o engenheiro civil, Victor Francisco de Assis, os serviços se aproximam da reta final. “A obra está 97% executada e, agora, estamos em processo de finalização das canaletas e pontas de ala da rede de drenagem. Findado esses trabalhos, faremos a sinalização vertical e horizontal”, pontuou.

Segundo ele, as chuvas ocorridas na região desde a última sexta-feira serviram como um teste de avaliação da qualidade da obra. “Por um trecho da rodovia estar margeado pela serra, a facilidade das águas pluviais invadirem a pista era muito grande. Dessa forma, além de implantarmos 20cm de espessura na camada de base e 25cm na de sub-base (padrão utilizado em rodovias federais), fizemos um corte para aumentar a vala natural e implantamos bueiros e canaletas mais largos, o que garantiu a passagem tranquila da correnteza”, explica.

Satisfação unânime

Anseio de décadas por parte de moradores, a rodovia encurtará a distância e prolongará a vida útil dos veículos, o que tem agradado bastante os condutores. Morador do povoado Serra Redonda desde que nasceu, o lavrador Gilney Santos Silva, revela estar com o bolso aliviado. “Uso a minha moto para tudo e levava ela para oficina pelo menos duas vezes por mês, por conta da estrada que era muito ruim e fazia com que as peças quebrassem com facilidade. Sem contar que agora ela não suja como antes. Com isso, a satisfação de todo mundo aqui é muito grande”, afirma.

Residente entre a sede municipal e o povoado Serra Redonda, Marcos Aroaldo dos Santos, reitera as palavras de Gilney. “Essa rodovia melhorou a qualidade de vida de todo mundo, principalmente de quem mora na Serra Redonda e nos outros povoados. A lama durante o período de chuva era intensa e a própria estrada danificava demais os veículos, que volta e meia estavam nas oficinas. Não há um só morador que não esteja satisfeito. Todo mundo só fala bem dessa obra”, ressalta o operador de máquinas de 32 anos.

Também utilizando a motocicleta como um dos seus instrumentos de trabalho, Alessandro Barbosa, 24 anos, só tem elogios para a rodovia. “Era muito ruim ir à cidade pra gente que tem veículo, imagine para quem ia a pé. Lama demais no inverno, poeira e buraco no verão. Antes, a gente gastava quase 20 minutos, agora, é no máximo 5. Está todo mundo satisfeito e sorrindo à toa”, enfatiza o lavrador e vaqueiro.

A estrada, que também é margeada por vales, não apenas beneficiará os moradores de Serra Redonda, mas, sobretudo, dinamizará a mobilidade de centenas de pessoas que trafegam diariamente por ela, visto que é um caminho mais curto para o povoado Alagadiço, ainda em Frei Paulo, e os povoados Ranchinho em Ribeirópolis, Oiteiro da Flor em Itabaiana e Cruz das Graças em Nossa Senhora Aparecida.

A mais nova obra também reduzirá a distância entre algumas regiões e até as sedes dos municípios vizinhos, além de proporcionar melhorias no tráfego de cargas durante o período de safra e, ainda, tende a possibilitar o surgimento de novas opções de transporte para os povoados circunvizinhos.

 


Última atualização: 22 de novembro de 2019 12:12