Governo e Prefeitura de Aracaju atuam na recuperação da capital após fortes chuvas

postado em: Noticias | 0

No interior do estado, o governador Belivaldo Chagas autorizou contratação emergencial de empresas para a recuperação da ponte nova em Riachuelo e da ponte que liga o município de Santa Rosa de Lima

 

Nesta terça-feira (16), o governador Belivaldo Chagas participou do anúncio feito pelo prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, das ações de recuperação da cidade que a Prefeitura desenvolverá para reverter os danos provocados pelas fortes chuvas da semana passada na capital sergipana. Em cinco dias, foram 340 mm de chuvas, o triplo previsto para o mês de julho. As medidas atenderão as regiões mais prejudicadas na capital, nos conjuntos Sol Nascente, Santa Lúcia, JK e Largo da Aparecida, áreas que compõem o bairro Jabotiana.

“Nós fizemos a primeira parceria somando esforços dentro da logística de atuação: Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, SAMU. O prefeito esteve no nosso gabinete, conversamos e nos colocamos à disposição, sempre que necessário for a gente vai estar de mãos dadas, não deixamos de atuar em nenhum momento. Agora vamos partir para uma ação mais efetiva, o governo do Estado e também a prefeitura de Aracaju na área de saúde, para evitar os problemas advindos da chuva. Uma parceria que sempre existiu e que eu não poderia deixar Aracaju sozinha no momento como esse”, ressaltou o governador Belivaldo Chagas.

Ainda durante o período de chuvas, o governo do Estado e a prefeitura realizaram ações emergenciais, e a partir desta terça-feira (16), novas medidas serão aplicadas para que a situação na capital seja normalizada. “Começamos no Largo da Aparecida e, a partir de hoje, em toda cidade. Nós estamos contratando mais equipes, para que a gente possa fazer tudo rapidamente. O prazo que estamos estabelecendo, inicialmente, é de dois meses para recuperar as vias da cidade e Aracaju volte a ser, daqui há dois meses, a cidade que estava sendo antes das chuvas. Eu quero aproveitar para agradecer a população de Aracaju que foi muito solidária. O governador Belivaldo Chagas é um parceiro muito importante. Os Bombeiros, a Polícia Militar. Hoje, aqui no Santa Lúcia, tem obra da Deso atuando de forma conjunta. A hora é de dar as mãos. É olhar para frente e trabalhar para recuperar a cidade”, destacou o prefeito Edvaldo Nogueira.

Rio Poxim e Lagoa Doce

Sobre a situação do rio Poxim, o prefeito falou da importância de se encontrar uma medida definitiva. “A Emurb está fazendo um estudo sobre o rio Poxim, e nós vamos começar uma discussão e chamar a comunidade para uma saída definitiva. Já conversei com o governador Belivaldo Chagas e a ideia é fazer desassoreamento do rio Poxim de São Cristóvão até aqui. Acho que aí está a solução definitiva do problema”.

“Passada essa primeira fase, agora é de recuperação e cuidar, cuidar da dragagem aqui do rio Poxim, dessa parte do canal que corta toda a cidade. Eu vou buscar junto ao prefeito recursos, vou trabalhar nesse sentindo. É uma ação que em tese seria do município, mas sozinho o município não tem condição de fazer, então eu quero me somar ao município para a gente fazer isso também”, afirmou Belivaldo.

Questionado sobre a situação da Lagoa Doce, onde está sendo realizada a obra do Sistema de Esgotamento Sanitário do bairro Jabotiana, o governador se comprometeu de ouvir os moradores da região, através da Associação de Moradores. “Estamos aqui confirmando com a Associação uma reunião para o próximo dia 1 de agosto. Vamos buscar todas as informações técnicas que tivermos por parte da associação, por parte do Governo e se comprovar que o problema é a obra a gente paralisa e volta tudo o que era antes. Não há problema em relação a isso, agora vamos sim, apresentar estudo de impacto ambiental, porque ela está licenciada, e se ela está licenciada tem estudo de impacto ambiental”, enfatizou.

Riachuelo e Santa Rosa de Lima

Com a redução no volume das chuvas nos últimos dias e de posse dos relatórios que estão sendo atualizados a todo momento e calculam os estragos causados pelas enchentes, o governador Belivaldo Chagas esteve nesta segunda-feira (15), no município de Riachuelo, para anunciar novas medidas para ajudar na recuperação dos danos feitos pelas chuvas.

ponte antiga está liberada somente para o tráfego de pessoas, carros pequenos, motos e micro-ônibus. A liberação para veículos pesados só vai ser possível, após avaliação técnica dos pilares e blocos de fundição da estrutura da ponte, o que será possível quando o nível da água do rio Sergipe baixar.

A recuperação da cabeceira da antiga ponte foi executada pelos engenheiros e técnicos do Departamento de Estradas e Rodagens de Sergipe (DER). Na ocasião, o governador autorizou a contratação emergencial de uma empresa para efetuar a recuperação da ponte nova, uma vez que os estragos foram maiores.

Também foi autorizada a contratação emergencial de uma empresa para recuperar a ponte que liga o município de Santa Rosa de Lima. Enquanto a obra não é executada, a população vai ter acesso ao município por uma estrada vicinal que o governador determinou o seu melhoramento pelos técnicos do DER.

“No caso específico de Riachuelo que a situação é muito grave, e nós estamos concluindo levantamento das casas que foram danificadas, vamos levantar o custo disso, fazer um convênio com o município e repassar recursos do estado para que a gente em sistema de mutirão recuperar aquelas residências. É um momento de sacrifício, você tira de onde não tem, mas o que não pode é deixar a população à mercê”, afirmou o governador.


Última atualização: 22 de novembro de 2019 12:12